Jalovi

Imposto

Brasileiro deve aproveitar desconto e pagar IPVA e IPTU à vista

[10/01/2012]

Todo mês de janeiro é a mesma história: os boletos dos impostos do carro e da casa chegam e, em pouco tempo, o brasileiro tem que decidir se vai pagar à vista ou a prazo.

Enquete: você pretende pagar os impostos à vista?

O tamanho do desconto e o número de parcelas variam conforme o Estado e prefeituras, mas os economistas são unânimes e garantem que compensa botar a mão no bolso e pagar tanto o IPVA como o IPTU à vista.

Veja o calendário de pagamento do IPVA em SP e no RJ

Se o brasileiro tem o dinheiro em mãos ou aplicado na renda fixa vale a pena sacar porque os rendimentos são insuficientes para quitar os juros do pagamento parcelado, explica o diretor da Anefac (Associação Nacional de Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade) Roberto Vertamatti.

- No caso do IPVA, o imposto varia dependendo de cada Estado. Em São Paulo, o desconto é de 3% e, no Rio de Janeiro, de 10%, então é vantagem pagar à vista porque o desconto é interessante. Os 3% já são interessantes porque a renda fixa, como a poupança por exemplo, não chega a render isso em três meses [prazo de parcelamento do imposto do carro].

Segundo Vertamatti, no caso do IPTU em São Paulo, o desconto é de 6% para pagamento à vista e, “para compensar pagar parcelado, o paulistano deveria ter um rendimento de 1,3% por mês”.

- Nenhum rendimento paga isso hoje em dia, a não ser a Bolsa, mas daí é um grande risco porque se trata renda variável.

Samy Dana, professor de finanças da FGV (Fundação Getulio Vargas), também recomenda o pagamento à vista porque “o desconto é maior que o rendimento, ou seja, o tempo que o dinheiro fica na poupança ou em outra aplicação não vai dar o montante que ela consegue quando paga à vista”.
Essa regra só vale, porém, para quem tem o dinheiro agora, ou seja, pegar grana emprestada no banco ou em qualquer outra instituição financeira para acertar o IPVA e o IPTU é péssimo negócio.

- Se ele não tiver o dinheiro, não vale a pena fazer uma dívida para pagar o imposto porque o desconto não justifica o acréscimo dos juros de uma dívida.

Assim como o professor da FGV, Vertamatti condena tomar crédito para pagar os impostos. Ele explica que parcelar o IPVA e o IPTU ainda é mais barato que os juros do mercado, que ultrapassam 240% ao ano no caso dos cartões de crédito.

- Nesse caso [se não tiver o dinheiro guardado], parcela. Não tem porque se desesperar porque não tem alternativa.
Grana curta

Aqueles que têm agora o dinheiro para pagar os impostos do início do ano, mas pode precisar dessa grana mais para frente, a recomendação é pagar a prazo, segundo o professor de finanças do Ibmec Eduardo Coutinho.

- Para quem tem o dinheiro contado, é melhor se financiar no IPTU e no IPVA para honrar o outro compromisso, que, provavelmente, terá um custo de financiamento maior que os impostos. É melhor se precaver.

Fonte: R7 Economia ( Acessado 10/01/2012 - 11h05)

Notícias/Receitas

Últimos Vídeos

Ofertas

* Imagens meramente ilustrativas

0

mil Clientes veiculados

0

mil Comerciais produzidos

0

mil Produtos anunciados

0

milhões de Visualizações

Qual a nossa cobertura? Veja no mapaFechar Mapa

Entre em contato

Seja um anunciante!

Telefone

14. 3243-6008

Localização

Rua Silva Martha, 12 - 34 - Loja 02 - Vila Santa Tereza - Bauru/sp - Bauru/sp